Mais um mês, mais uma edição da rúbrica Streamer of the Month, desta vez com o Agathon. Vamos conhece-lo um pouco melhor.

P: Nome:
R: Pedro Maia.

P: Idade:
R: 27.

P: Fala-nos um pouco sobre ti:
R: Nasci na cidade do Porto, faço 28 daqui a alguns dias e encontro-me no último semestre de Engenharia Informática. Amante de vídeojogos, comecei a jogar quando tinha 9 anos num computador que o meu pai me tinha dado, onde o único jogo que tinha era o Prince of Persia.

P: Qual é a história do teu nick?
R: Agathon para quem não sabe foi um antigo poeta trágico grego dos tempos mitológicos e como gosto de poesia optei por escolher este nick.

P: Quando foi a tua primeira stream?
R: Comecei a fazer stream em Julho de 2017 mas nunca levei isto muito a sério, tendo parado durante um logo período, recomeçando em Julho de 2018.

P: O que te levou a tornar num streamer?
R: A paixão pelos jogos e a oportunidade de partilhar com o público aquilo que faço.

P: Quais são os jogos que jogas mais frequentemente e que streamas?
R: Não me fixo em apenas um jogo. O meu objectivo é jogar todos os jogos que tenho.

P: Como te vês daqui a 1 ano na Twitch?
R: Não faço projectos a longo prazo mas pretendo continuar a subir e a agradar o meu público.

P: Qual foi o momento mais importante para ti na Twitch?
R: Ter voltado a fazer stream e atingir o afiliado, e também ter tido a oportunidade de participar numa campanha.

P: Qual foi o momento mais embaraçoso que passaste na tua stream?
R: Acho que ainda não passei por nenhum.

P: Faz uma pergunta da praxe ao próximo Streamer do Mês!
R: O que sentes ao representar um organização histórica como os Karma?

 

Em relação à pergunta do mês nunca sofri de stream sniping.